José Paulo Fafe

Vítor Ramalho

COMO NORMALMENTE se diz, não conheço Vítor Ramalho “nem do eléctrico”. Porém, tenho do agora exonerado presidente do Inatel a impressão de alguém sério, responsável e que, durante o tempo em que esteve à frente daquela instituição, fez o melhor que pôde e o deixaram. Acabei de saber, através do blogue do meu amigo Luís Cirilo (www.depoisfalamos.blogspot.com) que, algo inesperada e inexplicavelmente,  o ministro Mota Soares resolveu substitui-lo por um antigo secretário de Estado de António Guterres, um tal de Ribeiro Mendes. Também não percebo a lógica que presidiu a essa decisão. Terá sido para “chatear” o dr. Mário Soares, de quem Vítor Ramalho sempre foi próximo? Ou, como alvitra o meu amigo Cirilo, terão sido outros “interesses” – de índole mais espiritual… –  que determinaram esta inopinada substituição? Ou será que, no Caldas, já há quem comece a piscar o olho na direcção do outro largo, o do Rato – à semelhança do que ocorreu no governo de Santana Lopes, quando Paulo Portas, ainda “número dois” desse governo, já trocava sms’s com José Sócrates, então líder da oposição? Quem não os conheça, que os compre…

1 comentárioDeixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *