José Paulo Fafe

Vítor Gaspar


JÁ SEI que será, para muitos, politicamente incorrecto o que vou escrever. Mas como é o que penso, aqui vai: acabei de ver na RTP Internacional uma reportagem sobre alguns protestos (aliás com alguma graça, diga-se de passagem) que perturbaram a intervenção do ministro das Finanças no lançamento de um livro. Em primeiro lugar e contrariamente ao que tinha lido em dois ou três sítios (como por exemplo titulava a edição online do “Expresso”…) o governante não foi “impedido de falar” – apenas, isso sim, foi interrompido durante alguns minutos, tendo após a retirada por motu proprio dos contestatários, prosseguido a sua intervenção;  em segundo lugar gostei de ver o sangue frio e a serenidade mostrada por Vítor Gaspar; e por último achei de muito bom tom e profundo sentido democrático as palavras que proferiu a propósito de uma manifestação que ele considerou “normal“. 

2 ComentáriosDeixe um comentário

  • Não há dúvida de que estes foram bem mais urbanos do que um tal Martins lá pelos anos 70 a mostrar o traseiro ao Américo Tomás em Coimbra e não há notícia que a PIDE lhe tenha dado umas palmadas no dito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *