José Paulo Fafe

Vira o disco e toca o mesmo…

A TÁCTICA não é de hoje… Sempre que o seu líder é protagonista de notícias envolvendo-o em matérias menos “simpáticas”, é certo e sabido que o CDS arranja maneira de “esticar a corda” relativamente ao parceiro de coligação, de forma a desviar as atenções e se for caso disso argumentar com a tese da “vitimização” Foi assim no “caso Moderna” e no “caso Portucale”, com Paulo Portas titular da Defesa, respectivamente com Durão Barroso e Santana Lopes na chefia do governo, é assim no “caso dos submarinos”com Portas nos Negócios Estrangeiros e com Passos Coelho a liderar a coligação.

1 comentárioDeixe um comentário

  • Estimado amigo,
    Não digo que o Paulo, como todos os políticos, não tenha as suas tácticas de fugir a maus ventos, mas neste caso não há absolutamente nada que o incrimine nem pouco mais ou menos.
    Recebi ontem do CDS/PP por mail este artigo que aqui reproduzo :
    “Cândida Almeida, diretora do DCIAP, informou hoje o líder do CDS/PP que não foram “recolhidos indícios da prática de ilícito de natureza criminal” por parte de Paulo Portas “no processo dos submarinos”, num documento a que a Lusa teve acesso.
    “Em resposta à solicitação, o DCIAP informa que o chamado ‘processo dos submarinos’ tem a sua investigação aberta contra desconhecidos, não tendo sido recolhidos indícios da prática de ilícito de natureza criminal por parte de V. Exa (Paulo Portas)”, escreveu Cândida Almeida diretora do Departamento Central de Investigação e Ação Penal no documento enviado hoje ao ministro dos Negócios Estrangeiros que cumpre uma deslocação ao Brasil.
    De acordo com as fontes próximas do líder do CDS-PP, Paulo Portas “na sequência de notícias publicadas na imprensa sobre o “caso dos submarinos” solicitou segunda-feira, “ao abrigo do artigo 86 do Código de Processo Penal” o esclarecimento ao DCIAP.
    As mesmas fontes referiram ainda que esta é a “terceira vez, nos últimos sete anos, que o líder do PP solicita esclarecimentos ao Ministério Público e é a terceira vez que a resposta é a mesma”.
    Paulo Portas encontra-se hoje em S. Paulo e desloca-se esta semana a Brasília para o lançamento do Ano de Portugal no Brasil.”
    http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=2751944
    Fica assim e pela terceira vez, esclarecida a questão que o PS e certos membros do Governo que sentem a sombra forte do Paulo, gostam de levantar de tempos a tempos.
    Um forte Ab

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *