José Paulo Fafe

Vinte anos depois…


JÁ LÁ vão mais de 20 anos… Estávamos em Maio de 1994 quando, reagindo ao congresso “Portugal, que futuro?”, uma iniciativa crítica promovida por “fiéis” de Mário Soares,  o então primeiro-ministro Cavaco Silva não resistiu a lançar uma provocação ao então inquilino do palácio de Belém: “Temos de ajudá-lo a acabar o mandato com dignidade“. Uma frase que ficou célebre e que hoje é obviamente recordada, quando, no âmbito da comissão de inquérito ao BES, o PCP anunciou que deseja ouvir por escrito o Presidente da República…

1 comentárioDeixe um comentário

  • Amigo ZPF
    Em 2009 toda Lisboa falava entre dentes que Cavaco esta doente.Estava?
    Um regime em coma com governantes muito doentes.Para o que lhes convêm.
    A Grécia deu o murro em cima da mesa.Estrondoso! Para grandes males.
    Já mandou a Troika dar uma volta e a Merkel outra ainda maior.
    Podemos não concordar com a forma,mas o conteúdo é mais que digno.
    Não se pode meter um povo na miséria em 24h para que um punhado de multimilionários fiquem ainda mais ricos.
    Isso aconteceu na Irlanda na Grécia,em Portugal…
    A Islândia deu uma lição ao mundo mas ninguêm quis vê-lo.Não interessava aos mamões dos regimes chamados democratas e geridos pelos interesses dos mercados.Pagam muito bem,é fácil comprar os políticos.
    Cavaco sempre teve uma memória muito frágil….
    Esqueceu-se o que fez durante mais de uma década como PM,dos amigos, enfim, esquece-se de tudo pelos vistos.
    A 21 de Julho passado falou no BES na Coreia.
    Disse alto e bom som que os clientes do BES podiam estar descansados pois o Banco estava bem de saúde e recomendava-se.Agora nega-o.
    A Europa vai mudar.Mudou em 1914,nos anos 40 e mudará agora.
    A Grécia deu o mote e quem não quiser ver isso vai passar mal….muito mal.
    No Reino Unido estão a ficar nervosos com o Partido Nacionalista que quer sair da UE e fechar fronteiras à Europa.
    Em Espanha PODEMOS soube em flecha.Já está à frente do Partido Socialista e colado ao PP.
    É um Partido de extrema esquerda financiado pela Venezuela e Irão,com um líder filho de um assassino convicto membro do FRAP(assassinou a vários polícias na época)http://foroseneca.crearforo.com/debate-poltico-f1/el-padre-de-piglesias-fue-miembro-del-frap-t28501-0/
    Em França Le Pen continua a ganhar mais e mais terreno….
    Já se esqueceram que Hitler ganhou umas eleições livres?
    Que era nacional-SOCIALISTA apesar da esquerda actual querer metê-lo no saco de “ditador de direita”?
    Que em Portugal nunca mudará a cena política?Lógico.Mas isso não quer dizer que o resto dos povos europeus sejam anormais,com graves problemas mentais,estúpidos e passivos.
    E depois?Como vamos sobreviver?
    Como em 14 ou 39?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *