José Paulo Fafe

Vamos ter “mea culpa”?

CONFESSO QUE será com uma imensa curiosidade e atenção que vou seguir atentamente o percurso e inevitáveis “aproximações” que os maiores expoentes da chamada “direita dos negócios” vão fazer agora ao novo poder político e as desculpas (certamente “esfarrapadas”) que alguns conhecidos advogados e gestores da nossa praça que nos últimos seis anos deixaram de navegar em “águas laranjas” para abraçar a “causa socrática” vão arranjar para justificar esse seu estratégico e certamente compensador desvio. Acredito que – negócios oblige… – venham rápida e publicamente a fazer o seu mea culpa, de modo a que o novo poder os absolva da sua irresistível tendência para a gula, esse terrível “pecado” que os atormentou nos últimos anos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *