José Paulo Fafe

“Un asunto sensible”

NÃO É um romance, mas sim uma reportagem que investiga de uma forma verdadeiramente notável o assassinato de quatro dirigentes do “Directorio Estudiantil” cubano após o assalto ao Palácio Presidencial, ainda nos tempos de Fulgencio Baptista e mostra como o que foi conhecido como o “massacre de Humboldt, 7” é relacionado, anos mais tarde, com um ajuste de contas pós-revolução do regime de Fidel Castro com os comunistas mais ortodoxo e que conduziu à prisão domiciliária de Joaquín Ordoqui, um importante dirigente pró-soviético cubano. Intitula-se “Un asunto sensible“, é escrito pelo galego Miguel Barroso, editado pela Mondadori e é uma excelente mistura de jornalismo, intriga, novela e história. Vale mesmo a pena!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *