José Paulo Fafe

Uma questão de… bestas!

NÃO SEI quem teve a ideia peregrina de receber, em jeito de protesto, o primeiro-ministro na Faculdade de Direito de Lisboa com um coelho morto pendurado numa improvisada forca. Só sei que esse “alguém” – independentemente da justeza dos protestos que tiveram como palco a FDL – não passa de uma grandessísima e alternadíssima besta. Porque pendurar um coelho morto e andar a abaná-lo de um lado para o outro não é protestar – é pura e simplesmente alardear uma estupidez própria de um energúmeno. Alguma dúvida?

2 ComentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *