José Paulo Fafe

Um pedido estranho…

UM DOS telegramas da embaixada norte-americana em Lisboa, que foram revelados ontem pela revista “Sábado”, está a causar um grande mau-estar no palácio das Necessidades. É que na missiva que o embaixador americano enviava para o Departamento de Estado, transmitia o pedido feito pelo diplomata Nuno Brito para que a embaixada portuguesa em Washington, na altura chefiada por João Valera  (um dos melhores diplomatas portugueses da sua geração) fosse mantida totalmente à margem de tudo o que dissesse respeito ao processo de transferência de presos da base de Guantanamo. E dado que a competência de Valera é considerada a todos os níveis inquestionável, o único motivo que se encontra para a estranha atitude do seu colega Brito, na altura director-geral de Política Externa do MNE, é que este se quisesse “pôr em bicos de pés” junto dos norte-americanos. Curiosamente, ou não, o posto de embaixador de Portugal nos Estados Unidos é hoje ocupado por… Nuno Brito. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *