José Paulo Fafe

Um estranho e profundo silêncio…


NÃO NUTRO particular simpatia pelo ministro Miguel Poiares Maduro. Mas isso não me impede de notar com estranheza o profundo silêncio que se fez em redor do anúncio que o mesmo fez relativamente ao fim da tutela da RTP por parte do governo. Onde estão os inúmeros arautos dessa solução que,  ao longo dos anos,  a reclamaram incessantemente e se desdobraram em artigos de opinião em tudo o que é jornal? E aqueles verdadeiros profissionais das mil e uma comissões e grupos de estudo que cada um dos governos promoveu para encontrar um novo modelo para a televisão pública – onde é que andam? Onde pára essa trupe, sempre tão afoita em desdobrar-se em declarações de bota-abaixo? Pois é… apesar de já terem passado três ou quatro dias após o governo ter anunciado que, a partir de agora, a RTP irá ser “desgovernamentalizada”, criando-se as condições de independência, pluralismo e transparência há tanto exigidas à televisão pública, nenhum desses figurões veio a público dizer de sua justiça. O que, no mínimo, não deixa de ser estranho. Ou será que ficaram piursos por desta forma perderem o seu “tempo de antena” e serem obrigados a encontrar rapidamente outro “cavalo de batalha” para poderem pôr-se em bicos de pés?!

1 comentárioDeixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *