José Paulo Fafe

Um disparate!


SÓ QUEM não conhece minimamente a realidade do sector da vigilância privada no nosso País (e aqui desculpem-me o parentesis, mas eu conheço!) é que pode vir a terreiro defender a aprovação de legislação que permita às empresas de segurança substituir-se aos guardas prisionais nas cadeias portuguesas. Muito por inércia das próprias autoridades, o recrutamento, selecção e formação dos vigilantes é deficiente e omisso quanto ás mais elementares regras de prevenção e controle dos milhares de profissionais que prestam serviço por esse País fora, quase sempre auferindo o salário mínimo e em contratos precários. A prova está à vista, muitas vezes em casos e processos mediáticos onde os principais arguidos são ou foram funcionários de empresas de segurança e que, por um motivo ou outro, se envolveram, em actividades violentas – veja-se por exemplo, entre muitos outros episódios, o recente caso do assassino confesso de Alexandra Neno ou mesmo o célebre processo “Noite Branca” que ainda há anos agitou a noite portuense. 
Eu percebo que o presidente da Associação de Empresas de Segurança tenha de mostrar serviço, até porque está lá é para isso. Mas convenhamos que há limites para tudo, especialmente para quem, como Rogério Alves faz  questão de mostrar-se sempre tão eticamente imaculado. É caso para dizer que o frenético antigo bastonário perdeu uma excelente oportunidade para estar calado. E esperemos que a ministra da Justiça tenha o bom senso de não ir na “canção do bandido” – que é como quem diz, obviamente…

4 ComentáriosDeixe um comentário

  • Amigo ZPF
    Privatizar as Cadeias!!!
    Fazem um contracto com um “amiguinho”, paga-se um “X” por cabeça/criminoso e o Estado livra-se de esta “maçada” de Polícias e ladrões….
    Afinal não é o Estado que paga nada(e quando digo nada é NADA mesmo pois somos nós Contribuintes que pagamos tudo)e os “amiguinhos” ficam ainda mais ricos,ficam muito contentes com eles todos e são GENEROSOS.Que é o tema principal da negociata….Pois é… a enorme GENEROSIDADE dos amiguinhos.
    Não foi o que Sócrates fez a vida toda e no Governo então foi um “xurrilho” de PPP’s “que até andámos de roda” e rodaremos mais umas décadas por culpa do energúmeno?
    Os presos passam mais fome, vão poder drogar-se mais pois subornarão os seguranças que ganham 420 euros por mês e “têm” que o fazer para poder pagar ao Mexia os preços PORNOGRÁFICOS da electricidade(já é a mais cara da Europa e vai subir 2,9%….)e nós todos pagaremos a conta aos ricalhaços de sempre.
    Tudo na paz do Senhor como tem sido desde 1974!!!!

  • Valha-nos isso, José Couto Nogueira! Esperemos que no futuro quem venha a suceder a Paula Teixeira da Cruz não caia nesta verdadeira “canção do bandido”, porque é exactamente isso de que se trata – da “canção do bandido”.
    Cumprimentos,
    ZPF

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *