José Paulo Fafe

Tudo o que se passa…

UM AMIGO meu brasileiro apanhou hoje de manhã um táxi de Lisboa para Paço d’Arcos. Dado o motorista ser daqueles que (felizmente…) falam pouco, a rádio foi a sua principal companhia na viagem de perto de meia-hora. Tristonho e carrancudo, encontrei-o agora ao fim do dia: “Então, chateado?”. A resposta veio célere e num tom que não deixava qualquer dúvida quanto ao seu estado de espírito: “Chateado não… deprimido!”. Não descansei enquanto não soube as razões para tal desânimo. E (ó maior dos espantos!!!) cheguei à conclusão que este meu amigo tinha ficado assim por uma única e simples razão: ter ouvido a TSF durante a “corrida” de táxi… E agora imaginem o que eu sofri para tentar explicar como é que nós, portugueses, ainda aguentamos estoicamente o nosso dia-a-dia num lugar onde todas as notícias são – como ele dizia – “ruins demais”. Pois é…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *