José Paulo Fafe

Três perguntas a propósito de Pedro Passos Coelho…


É VERDADE que Pedro Passos Coelho meteu a pata na poça quando não resolveu as suas pendências perante a Segurança Social antes de candidatar-se a primeiro-ministro? É, sim senhor. É verdade que a sua justificação pelo lapso foi precipitada e algo desastrada? Também é verdade. Agora, por favor, digam-me lá que eu não tenho razão? Será que este “incidente contributivo” do primeiro-ministro condiciona a sua governação ou justifica uma hipotética demissão? Claro que não. Ponto final.

4 ComentáriosDeixe um comentário

  • De facto naquela data os recibos verdes eram confusos e creio até que se poderia optar pelo mínimo, haviam uns escalões.
    Esse mínimo, vi escrito serem 76€ a parte a pagar à Seg Soc. Conclusão não era concerteza por este valor que PCoelho fugia ganhando ele acima de 3000€.
    Creio que facilitou e não devia.
    cumprimentos

  • Amigo ZPF
    Li com atenção o que escreveste e entendo o que transmites,no entanto não concordo e explico-te porquê.
    Portugal tem tradição infeliz de vários governantes meterem a pata na poça e nunca sofrerem castigo político.
    Coelho foi um dos Deputados que votou a “nova” lei dos recibos em que os obrigava a pagar a SS.
    Mesmo que não tivesse votado,tinha a obrigação de conhecer a lei.
    Um Deputado TEM QUE SABER tudo o que se relaciona com a coisa mais básica de todo o cidadão,pagar impostos.
    Se Coelho fosse Presidente duma Empresa pública qualquer(como aquela Parvalorem que está a ser investigada e espero que caiam todos a começar pelo seu Presidente(quem não sabe mandar que não esteja ao leme,isto claro,no caso de não saber o que se lá passa o que duvido) eu até entendia que não demitisse,mas não.
    Coelho é PM.
    É o que, aliás, ganhou as eleições dizendo que Sócrates era um mentiroso quando o acusou de acabar com subsídios de Natal e Férias e de ir subir os impostos(irs irc iva não escapou nenhum) nada mais chegasse ao poder.
    Tenho todos os vídeos.
    Que Sócrates é um mentiroso compulsivo e tem uma incontinência verbal tremenda,é verdade,mas desta vez tinha razão.
    Coelho nada mais chegar a São Bento,fez tudo o que prometeu não fazer,deixando assim a legalidade da sua eleição a descoberto.
    Muitas vezes pedi novas eleições quando ele mentiu dizendo que “é que eu não sabia como estava realmente o estado da nação”.
    Mentira,mas mesmo assim então fazia um referendo a perguntar se o povo o queria, mesmo tendo que fazer TUDO o que prometeu sempre não fazer.
    Isso é a Democracia!!! e previsto na Constituição!
    Depois a caça às bruxas em relação às Empresas pequenas(as grandes pagam de outra forma…..),reformados e cidadão em geral no que concerne a impostos…..Lamentável.
    Eu fui um dos lesados com uma penhora ilegal e que depois de provar que as Finanças estavam ERRADAS, tive que pagar 100 euros para tirar a mesma penhora que eles fizeram ilegalmente.
    Como eu,milhares.
    As pessoas NUNCA esquecem estas coisas quando as passam.
    O obrigar a pessoas a pedir facturas?!
    O sortearem carros nas Finanças como se fossem a Santa casa?!
    Em matéria de impostos,este governo tornou-se uma PIDE.
    Por tudo isso Coelho SIM tem que demitir.
    Que não o faz?Lógico.
    Estamos em Portugal e aliás é um arrogante tal como o ex,o 44.
    Já não é a primeira vez que é apanhado em histórias estranhas e lembro-me que nem pedia recibos da casa que aluga em Manta Rota todos os Verões até ser…..apanhado.
    Coelho tem portanto um défice de “consciência” tributária.
    Isto num PM dum País da UE e que tem um Governo musculado em termos de Impostos,NÃO É ACEITÁVEL.
    Dito isto, fiquei de boca aberta com a nova cartinha do marginal 44 em que chamava miserável a Coelho.
    Claro que não é milionário como ele nem tem dinheiro escondido pelos cantos do mundo,mas daí a ser miserável….
    “Esquecido” sim…MUITO……….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *