José Paulo Fafe

TAP: imaginação, precisa-se…


A RECENTE notícia que dá como admissível para a União Europeia uma capitalização da TAP por parte do Estado português é – além de uma boa notícia –  um desafio para quem tem a obrigação de entender que governar não é só cumprir memorandos e pretensas instruções oriundas de quem não tem (ou não quer ter…) noção da importância estratégica da companhia, mas sim possuir imaginação e capacidade para perceber que a solução para a TAP não  passa nem se pode resumir a uma vulgar operação aritmética.

3 ComentáriosDeixe um comentário

  • No ponto a que este “caso” foi tão levianamente empurrado, poderá não ser uma porta que se abre. Mas é certamente uma porta que não se fecha. Porque a privatização da TAP não é, realmente, a melhor opção. De todo! E porque eu não saberia dizê-lo de forma tão justa, exacta e perfeita, tomo a liberdade de vos sugiro a leitura de um “desabafo” de um ex-colega meu da TAP (que se aposentou há 2 semanas atrás) depois de ter dedicado mais de 44 anos à TAP. O Joaquim Young já lá estava na TAP quando eu entrei para o voo e ainda lá ficou depois de eu ter saído. Sempre exemplar no trato (e em tudo) tanto com Passageiros como com Colegas.
    https://www.facebook.com/joaquim.y.fernandes/posts/608474312612622:0

  • É preciso que esta seja a última das 120 greves ou ameaças destes 40 anos de Abril.

    120 fora as greves de solidariedade com sindicatos estranhos à TAP.

    A única solução é fechar as portas da TAP, pois o império de Salazar de MInho a Timor já não precisa mais deste monstro.

    Dada a quem queira este cancro é só lucro para o povo português.

    Tantas férias estragadas dos emigrantes nestes 40 anos!

  • Amigo ZPF
    Num País normal de gente normal e governantes normais, a TAP seria uma empresa normal e daria dinheiro,muito dinheiro.
    Se entrares no site dos ordenados da TAP e vires a quantidade de Directores,Administradores e administrativos,pensas que estás a ver a British Airways/Ibéria….
    Como estamos em Portugal, a TAP deve sim ser privatizada pois as pessoas como a minha mãe de 82 anos estão um pouco “cansadas” de pagar os ordenados pornográficos a essa gente toda incluindo pilotos,comandantes e as regalias de toda a tripulação.
    Tenho muitos amigos a trabalhar em várias companhias aérea e na TAP.Sei muito bem do que falo!!!
    Por causa desta greve selvagem eu vou ficar em terra e não vou poder passar o Natal com ela e os meus 4 irmãos.
    Eu e mais centenas de milhares de pessoas que não temos 2 semanas de férias e “tivemos” que ir “residir” no estrangeiro a convite do Primeiro Ministro e líder do PSD,Coelho.
    Ainda bem que para Évora ainda se pode ir de carro a 300km/h como faz o Mário Soares “a mais” a sua enfermeira que dizem estar loucamente apaixonada(não dizem é de quê) e mais a Norte o declamador e amigo íntimo(diz-me com quem andas) com a Brasileira de turno, todos eles em romaria ao ditador detido.
    Fico contente pela cidade que nunca fez tanto dinheiro na vida e o Alentejo sempre foi uma região a ajudar.
    E já agora digam-me em que País do mundo o Patrão tem que pedir autorização aos empregados para vender a empresa dele.
    Deus me proteja e nunca mais me faça voltar……………

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *