José Paulo Fafe

Talvez fosse boa-ideia…

TALVEZ NÃO fosse má-ideia que, antes de promover “estados gerais” e coisas do género, o PSD tentasse encontrar as razões que levaram aquele que foi o maior e mais abrangente (no bom sentido do termo) partido português a ser hoje apenas um “casulo” que é. Era bom tentar perceber porque é que o PSD se mostra incapaz de conquistar o poder por mérito e confiança dos portugueses, restando-lhe apenas tentar chegar ao governo única e exclusivamente por demérito do seus adversários e pelo cansaço dos eleitores relativamente a este governo. Que exercício estimulante seria recordar as atitudes e percursos de muitos que hoje ocupam lugares aqui e acoli, pouco ou nada importando-se com o futuro do partido de que se serviram e os catapultou para onde hoje estão. Alguém duvida que seria o momento para relembrar e analisar tudo o que Cavaco Silva fez nos últimos 20 anos? E perceber quanto “custou” ao PSD a aparentemente súbita e célere “transferência” de Durão Barroso de Lisboa para Bruxelas? Talvez ajudasse a encontrar o “caminho” perdido e a exorcizar de vez alguns “fantasmas” que pairam há muito sobre a Rua de S. Caetano…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *