José Paulo Fafe

Rídiculo

O “FOLHETIM” que tem rodeado a nomeação de seis novos membros do Conselho de Supervisão da EDP é bem revelador do estado a que tudo isto chegou, onde à falta de argumentos, busca-se e (re)busca-se episódios e coincidências para justificar o que convém e encontrar “justificações” que, embora esfarrapadas, dão um jeitão para quem certamente não se importava nada de ter tido a chance de indicar alguém para aquele hoje tão badalado Conselho. A mais gritante e ridícula das “ligações” apontadas é a do empresário Ilídio Pinho. À falta de encontrar algum “pecado laranja” ao empresário, “cavaram”, “cavaram” e “cavaram” e descobriram que Pinho tinha apoiado a nomeação de Santana Lopes para suceder a Durão Barroso na chefia do governo! Esqueceram-se é que o empresário foi mandatário de Mário Soares nas presidenciais de 2005 e de Jorge Sampaio em 1996. E já agora, que foi o mesmo Soares que indicou Vasco Rocha Vieira (outros dos novos integrantes do Conselho de Supervisão da EDP) para governador de Macau… Vão-se mas é catar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *