José Paulo Fafe

Reavaliar é preciso…

INDEPENDENTEMENTE DO protocolo assinado em 2006 entre o Estado português e Joe Berardo não contemplar uma reavaliação da sua colecção, o governo tem obviamente obrigação de proceder a uma avaliação das 862 peças e que cujo valor está estipulado em 316 milhões de euros. Neste momento e apesar de já ter percebido que rever o que aparenta ter sido uma “negociata” está fora de causa, penso que é essencial que os portugueses sejam elucidados definitivamente acerca do valor de uma colecção que (coisa estranha…) foi avaliada pela Christie’s, curiosamente a mesma entidade que foi responsável pela sua venda a Berardo. E quando este senhor, naquele seu quase indecifrável dialecto que mistura o africâner e o português com forte e cerrado acento madeirense, vem classificar a possibilidade de proceder a uma avaliação como “uma burrice“, espero que alguém lhe recorde que há quem goste de não ser tomado por parvo… O sr. Berardo perceberá isso ou será que é preciso fazer-lhe um desenho? Extra-colecção, é claro…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *