José Paulo Fafe

Portas: sim ou sopas?

JÁ PASSARAM dois meses desde que a euro-deputada Ana Gomes lançou publicamente insinuações gravíssimas acerca de Paulo Portas, então ainda putativo candidato a ministro dos Negócios Estrangeiros. Após uma tíbia e algo atrapalhada reacção e em que foi envolvido o advogado Garcia Pereira (que posteriormente recusou publicamente patrocinar qualquer acção de Portas contra Ana Gomes, sua ex-camarada dos tempos do MRPP), continuamos em saber se o agora já chefe da diplomacia portuguesa “comeu e calou” ou se, como prometeu na altura, já processou a antiga embaixadora de Portugal na Indonésia. Não é mera curiosidade, não – é, isso sim, uma obrigação que o líder de um dos partidos da coligação que governa Portugal tem em deixar as coisas em pratos limpos!

5 ComentáriosDeixe um comentário

  • Paulo Portas não tem vergonha, nunca teve, nem nunca terá! E não se importa de ser enxovalhado por uma Ana Gomes qualquer. Está tudo dito!

  • E quem lhe diz, José Paulo, que o nosso (vade retro) ministro das viagens não prefere que os pratos continuem sujos, para assim disfarçar o “craquelé” da faiança?

  • Já fez duas nomeações de BOYS DO PP, um deles é o execrável TELMO CORREIA o outro não fixei o nome.

    No portal de nomeações do Governo a forma como apresenta os SECRETÁRIOS DE ESTADO. ADJUNTO, SECRETÁRIAS, ETC. É EXEMPLAR, SE COMPARADA COM A POBREZA DAS LISTAS DOS RESTANTES MINISTROS.

    A sua longa carreira de conspiração e contra conspiração, onde teve um belo Mestre, fará com que em breve faça um belo Coelho à Caçadora e assim se cumpra o designio com que se apresentou ás eleições como 1º Ministro. Pode ser que me engane, e os submarinos não vão ao fundo, como têm ido os outros casos. Um meu antigo Administrador dizia que só vencia quem pertencia à brigada cor de rosa ( capiscci)

  • Como até agora não tomou nenhuma atitude(que qualquer cidadão cioso do seu bom nome tomaria nas 48 hoas seguintes)já todos percebemos o á vontade com que Ana Gomes disse o que disse.
    É sina do PSD, já no governo de Durão Barroso aconteceu o mesmo com a famosa universidade,ter um parceiro de coligação que é um incómodo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *