José Paulo Fafe

Pior é impossível

ESTAVA EU praticamente a acabar de escrever o último post acerca da inevitabilidade da vitória de Dilma Rousseff à primeira volta e eis que, com uma natural “ajuda” das cada vez mais anti-lulistas “Veja” e “Folha de S.Paulo” rebenta o escândalo da violação do segredo fiscal da filha do candidato José Serra. Um escândalo e… pêras, daqueles com todos os ingredientes precisos para inverter uma tendência de voto, para causar “estragos” de monta junto da vitoriosa campanha da ex-chefe da Casa Civil de Lula – desde uma procuração falsificada até um militante do PT metido até aos cabelos nessa “embrulhada”, passando por umas desculpas manhosas e esfarrapadas dos responsáveis da Receita Federal e eu sei lá mais o quê. Mas não: apesar da violência do programa televisivo de Serra, da verdadeira “barrage” a que imprensa e TV sujeitam Dilma, o PT e até Lula, as sondagens continuam o seu ritmo avassalador, com a opinião pública indiferente a um episódio com contornos muito mal explicados e dando a Dilma uma cada vez mais confortável margem de distância dos seus adversários. Para dar um exemplo: em Brasília, Serra desce tanto que já “disputa” o terceiro lugar na corrida presidencial com Marina Silva. Pior é (mesmo) impossível…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *