José Paulo Fafe

Para que conste…


ISTO ESTÁ cada dia mais complicado… Perante mais este “pacote” de medidas restritivas anunciadas ontem por Pedro Passos Coelho,  ninguém, mas absolutamente ninguém, pode fazer outra coisa senão lamentar o que por aí vem – a começar pelos pensionistas que vêem os seus (normalmente) escassos rendimentos “amputados” dos 13º e 14º meses. 
Do mesmo modo que ninguém, mas absolutamente ninguém, pode esquecer a “inestimável” contribuição que o anterior governo deu para a actual situação. Porque se Passos Coelho quer ser, mal ou bem – que é como quem diz, com maior ou menor talento e oportunidade – a “cara” da solução, é preciso não esquecer que José Sócrates foi, sem qualquer dúvida, a “cara” do problema.  Ou será que já ninguém se lembra?
Já agora e a propósito do anúncio de ontem à noite, outra coisa… – esta a propósito de quem tem mostrado  tanto espanto pelo facto de Passos Coelho ter escolhido os minutos que antecederam o jogo da selecção nacional no Luxemburgo para falar aos portugueses. Será que já ninguém se lembra da famosa declaração ao País de Sócrates em Maio de 2011 (aquela do “Luís, fico melhor assim?“…), feita no intervalo do Real Madrid-Barcelona, a contar para a Liga dos Campeões?

3 ComentáriosDeixe um comentário

  • E porque é que um tem que imitar o outro, Zé Paulo?
    Não achou que era um mau exemplo?
    Quem sou eu para comentar.
    E depois foi para o Tivoli, ouvir o comuna do Paulo de Carvalho.
    Isto é uma festa Zé Paulo,fique por ai e como dizia o meu amigo Raul, seja feliz!

  • Karocha,
    Se a seguir, é verdade que Pedro Passos Coelho foi assistir a um espectáculo do Paulo de Carvalho só lhe digo que fiquei com inveja. Eu se estivesse aí, também tinha ido…
    ZP

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *