José Paulo Fafe

Coisas que me fazem muita espécie… (II)

OUTRA COISA que me faz “muita espécie” é porque raio de razão é que o Presidente da República vai até ao Paraguai liderando uma comitiva de 23 pessoas… Leram bem… 23/(!) pessoas para participar na 21ª Cimeira Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo que se realiza este ano durante dois dias em Asunción. Não se questionando obviamente a presença da sua inseparável Maria Cavaco Silva, do médico, de 2 ou 3 assessores e outros tantos seguranças e quando muito de um auxiliar administrativo, não consigo perceber como é que se consegue levar tanta gente num séquito presidencial. Ainda por cima numa altura em que o próprio Cavaco Silva defende uma “austeridade digna” e em que o primeiro-ministro, exactamente para a mesma deslocação, apenas se fará acompanhar de dois assessores e um segurança…

7 ComentáriosDeixe um comentário

  • Estimado ZPF
    Por falar em fazer espécie..
    Afinal qual é a ideia de dizer “vejo-me Grego”?
    É não entender ou fingir que?
    É que andar uma vida a fazer dívidas e depois ser perdoado deixando todos os “irmãos” Europeus na merda é obra.
    Um belo exemplo para as gerações futuras.
    Governo Socialista na Grécia…pois é. E em Espanha…pois é. E cá o que tinhamos? Socialista e com Sócrates, que já é dizer muito…pois é…
    Quem se “vê Grego” agora sou eu……..
    “Ele” há coisas que ultrapassam a inteligência humana ou pelo menos os que temos noção de a ter.

  • e mais uma que faz muita espécie…Duarte Lima, considerado o alegado assassino de Rosalina Ribeiro pelo M. Público do Rio de Janeiro!!!
    E agora?
    Não estamos aqui a falar de uma fraude nem um roubo, é o assassínio de uma mulher da forma mais premeditada e cruel. Portugal que fará agora?
    Não vamos entregar um alegado assassino para ser julgado e ter a oportunidade de se provar inocente? ( ou não )
    Com que cara vai esse Senhor andar pelas ruas de Lisboa?

  • A mim também “faz muita espécie” que Carlos Abreu Amorim, no 17 de Maio de 2010, tenha escrito no Jornal de Noticias o seguinte: «Sócrates e Passos Coelho rivalizam entre si para saber qual dos dois consegue quebrar as suas promessas políticas no mais curto espaço de tempo. O primeiro- -ministro, convenhamos, leva um grande avanço – já abandonou tudo o que antes defendia como indispensável para acabar com a crise… em nome da solução para essa mesma crise. Passos Coelho, por seu turno, atingiram um recorde capaz de o fazer aspirar ao “Guinness Book”: escaqueirou o seu principal compromisso – não admitir uma subida de impostos – antes mesmo de ter chegado ao Governo e apenas um mês após ter sido consagrado como líder do PSD! Os políticos portugueses tinham-nos habituado a estilhaçar as suas juras eleitorais mal ascendiam ao poder. Passos Coelho antecipou-se – fê-lo, ainda, enquanto Oposição, em jeito de ejaculação politicamente precoce, deixando-nos perceber que já está demasiado enlaçado nos defeitos e vícios do regime para o conseguir “Mudar”. Passos Coelho iguala-se, afinal, a um longo e fastidioso catálogo de líderes laranjas para quem a palavra dada vale menos que um estado de alma.»

    O que mudou? PPC foi consagrado líder do Governo Português e CAA foi eleito deputado, como independente, pelo PSD.

  • Karocha, como ele sempre disse que “estava disponível para as autoridades Brasileiras” e não tem nada a temer, seguramente estará já a caminho do Rio para como uma pessoa de bem, entregar-se e provar a sua inocência assim como todas as “atrocidades” que a Polícia Brasileira, segundo o seu Advogado, fez para o incriminar. Parece ser que são uns maus maus maus.
    Alegadamente olharam para a fotografia do homem, odiaram “na hora” e alegadamente disseram: “Vamos dizer que este homem assassinou esta Senhora pois não gostamos dele. Pronto!”
    Aliás veja.
    Alguma vez um Advogado que nunca teve problemas na vida nem acusações estranhas no passado ia assassinar premeditadamente e à queima roupa de forma brutal e de uma crueldade sem limites uma cliente milionária que até amorosa, tinha-lhe oferecido 5 milhões de euros para este Natal ser mais feliz. Ora francamente. A Polícia Brasileira é mesmo màzinha.
    Mas como ele é inocente, não tem nada a temer. Vai ao julgamento e prova o que ele e o seu Advogado diz. Tão fácil.
    A menina que nunca matou, assim como eu, nem uma galinha, não teria medo de ser julgada se fosse tudo mentira, não é? Eu também não.
    Nem quem é inocente. Não temos medo.
    Faz lembrar a inocência do ex-PM nos casos todos em que alegadamente estava metido até à “maçã de Adão”, Freeport, Godinhos, Varas, etc.
    Como era alegadamente inocente mandou a rainha de Inglaterra apagar as escutas todas e a outra apagou. Pronto!
    Já viu o dinheirão que nós poupámos em tribunais? ufff

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *