José Paulo Fafe

Óscar Mascarenhas

OSCAR

                                                                                                                 © dinheiro vivo

AO SABER há pouco da morte de Óscar Mascarenhas não pude deixar de lembrar-me da forma séria e correta como, em 1997, o então presidente do Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas se comportou a propósito de uma controversa entrevista que fiz a Alberto João Jardim para o “Tal&Qual”. Contrariamente a muito “boa gente” que na altura não escondia a vontade de ver-me “crucificado” na polémica que mantive a seguir com o então presidente do governo regional madeirense, Óscar Mascarenhas teve o cuidado de ligar-me para inteirar-se do assunto e, na sequência, de publicar um artigo decisivo para colocar, de vez, uma pedra sobre o assunto. Há coisas que nós não esquecemos…

Um beijinho, Natal Vaz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *