José Paulo Fafe

Os telefones de Passos Coelho


SEGUNDO O que hoje conta o jornal “i”, o gabinete do primeiro-ministro contratou os serviços de uma empresa para assegurar o atendimento telefónico na residência oficial, mais concretamente para desempenhar “as funções de atendimento telefónico, gestão, registo e encaminhamento de chamadas“. Contrariamente ao que leio nas entrelinhas da notícia, pouco e interessa se o gabinete de Pedro Passos Coelho possui um número aparentemente suficiente de secretárias e assistentes que pudesse dispensar a contratação desta empresa – isso é mesmo para o lado onde durmo melhor… O que sim me preocupa, ou melhor me faz alguma confusão, é como é que é possível colocar em mãos estranhas ao Estado as comunicações telefónicas de uma entidade tão “sensível” quanto o gabinete do primeiro-ministro. Depois não se queixem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *