José Paulo Fafe

Os nós e os laços…

ERA TÃO interessante aprofundar este tema da atribuição de casas pela Câmara Municipal de Lisboa… Podíamos mesmo começar por “tirar a limpo” a forma como um conhecidíssimo jornalista ou escritor (vá lá saber-se o que ele é…), na altura avençado da autarquia capitalina cujo então presidente defendia com “unhas e dentes” na sua coluna num jornal diário, conseguiu o apartamento ali para os lados da Estrada da Luz. Por exemplo, qual o preço que pagou e como pagou – se é que pagou… Esperemos que que este e outros casos (e são tantos…) mereçam a atenção dos nossos sempre mui atentos jornalistas “de investigação” e ajudem a desatar os nós e os “laços” de situações que, inexplicavelmente, nunca motivaram interesse especial por parte de quem se mostra tão eficaz (e “oportuno”, citando o director do “Diário de Notícias”) em encontrar supostas e alegadas situações de ilegalidades num determinado período (2001-2005) e numa única autarquia.

2 ComentáriosDeixe um comentário

  • Já agora recordo,uma casa apalaçada na Alameda das Linhas de Torres que foi oferecida pela CML da altura a um conhecido (já falecido)deputado que foi de varios partidos (o que ganhava na AR só dava para os charutos),que foi marido de uma escritora, pai de um famoso escritor
    de livros de aeroporto.
    Quem é a figura e quem lhe deu a casinha?.
    Contam-me que a casa só tinha um senão, tinha muitos gatos e o dono passava a vida a chamar pelos Tarecos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *