José Paulo Fafe

Os chineses, a dívida externa e o petróleo…

ESCREVI AQUI há dois ou três dias que já me tinha pensado pela cabeça que este inusitado interesse chinês em ajudar a nossa economia poderia ter a ver com algumas contrapartidas secretas em matéria de exploração petrolífera nas costas portuguesas. Nem de propósito, a última edição da revista brasileira “IstoÉ” traz uma pequena nota intitulada “Ataque chinês” e que refere que a compra que a Petrobras de 33 por cento da Galp poderia estar em perigo. E tudo porque, segunda aquela publicação, “a Petrochina manifestou às autoridades portuguesas interesse na empresa, adiantando que Pequim está quase concluindo um estudo com o valor da oferta a ser feita pela companhia sócia da Petrobras no campo de Tupi, seu maior projeto em nosso país“. Antecipadamente desculpando-me pela imodéstia… até parece que sou “bruxo”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *