José Paulo Fafe

O "reservista"


HÁ UNS meses, andava então muito na moda a tese do governo de iniciativa presidencial, colocou-se na ponta dos pés, desdobrando-se em proféticas e inúmeras entrevistas,  para ser o “Monti português”. Agora a auto-proclamada “reserva da República” Silva Peneda anunciou que vai deixar, por motu proprio, a presidência do Conselho Económico Social no início do próximo ano – dizem que a caminho de Bruxelas onde ocupará uma vaga de assessor do luxemburguês Juncker. Habituado que está a ter-se, a ele próprio, em grande conta, não me espantava que lhe passasse pela cabeça poder vir a ser candidato à Presidência da República. Abençoado pelo actual inquilino de Belém, é claro…

2 ComentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *