José Paulo Fafe

O dr. Balsemão anda a perder a mão…


NÃO SEI se é da idade ou da falta de habilidade dos seus atentos e venerandos funcionários, mas Francisco Pinto Balsemão anda a “perder a mão” no que diz respeito a campanhas movidas contra quem possa ameaçar os seus interesses. Já não bastavam as sucessivas manchetes do seu “Expresso” envolvendo o grupo Ongoing do seu afilhado Nuno Vasconcelos, agora foi a vez da sua “Visão” (onde os “fretes” seja ao patrão ou a quem mais convier sempre foram mais explícitos e descarados!) enviar para o Brasil um bom repórter (verdade seja dita…) para tentar “tramar” o ministro que é responsável pelo previsível processo de privatização da RTP e que, pelos vistos, tanta mossa pode causar a uma visivelmente debilitada SIC. Há uns anos atrás, fosse pelo talento de quem dirigia os seus jornais, fosse pela maior agilidade mental do próprio Balsemão, as coisas saiam elegantemente mais discretas, eram feitas com uma sobriedade que hoje falta e revela que algo anda podre no “reino do dr. Balsemão”…

4 ComentáriosDeixe um comentário

  • Há anos que a SIC e Expresso fazem política de trazer por casa…Aliás…quem anda de um lado para o outro sempre a fingir que é importante? Não é o irmão do Presidente da Câmara de Lisboa que é do PS?
    Alguma vez “desgraçaram” Sócrates com todos os podres que esse tipo tem?
    Balsemão não manda nada. É uma Rainha de Inglaterra de “R” grande mas não passa disso. ( a outra das escutas e de todo aquele escandaloso “gate” e de “r” muito muito muito muito muito muito muito muito pequenino ).
    O grupo é um antro de socialistas e isso é do domínio público.

  • Balsemão está aflito. Ninguém lhe compra a SIC, o investimento na web foi um desastre, os jornais e revistas estão-se a vender cada vez menos e por muito que tente e faça experiências não encontra herdeiro capaz de segurar o barco dentro da família. A única hipótese é vender rapidamente e pelo preço que lhe derem. O problema é que não encontra quem queira comprar um “mono” como é o seu império…

  • Efectivamente nota-se uma discrepância nas qualidades de gestão do Dr. Balsemão. Em anos transactos o sucesso de tudo que por ele era iniciado verificava-se com rapidez… Nos dias de hoje, o que é que ele tem feito ? Os investimentos já não são o que eram e o olho para o negócio idem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *