José Paulo Fafe

Mudam-se as manchetes, mudam-se as vontades…

QUANDO PAULO Teixeira Pinto foi afastado da presidência do Millennium BCP, um dos “pecados” que lhe foram apontados prendeu-se com o investimento que o banco teria feito no semanário “Sol”.Cor do texto Mais: informalmente, a nova administração pôs a correr que estaria na disposição de, no mais curto espaço de tempo posssível, abandonar o capital da empresa detentora do título do jornal dirigido por José António Saraiva. Agora, decorridos alguns meses e com o “Sol” a revelar semanalmente mais pormenores da investigação levada a cabo pelas autoridades britânicas relativamente ao “caso Freeport”, o BCP veio publicamente anunciar não estar na disposição de prescindir do seu direito de opção no quue diz respeito à posição que a Cofina decidiu alienar. No mínimo curioso, n´é?

1 comentárioDeixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *