José Paulo Fafe

Mentiras, mentiras e mais mentiras…

COM A DEVIDA vénia, transcreve-se o post do blogue “Caldeirada de Neutrões” (www.caldeiradadeneutroes.blogspot.com) acerca do tão propagandeado computador “Magalhães”, supostamente de fabrico nacional e que, a nível de autoria, afinal não passa de um enorme embuste:
“Os noticiários de ontem abriram com pompa e circunstância anunciando o lançamento do ‘primeiro computador portátil português’, o Magalhães. A RTP refere que é “um projecto português produzido em Portugal“. A SIC refere que “um produto desenvolvido por empresas nacionais e pela Intel” e que a “concepção é portuguesa e foi desenvolvida no âmbito do Plano Tecnologico“. Na realidade, só com muito boa vontade é que o que foi dito e escrito é verdadeiro. O projecto não teve origem em Portugal, já existe desde 2006 e é da responsabilidade da Intel. Chama-se Classmate PC e é um laptop de baixo custo destinado ao terceiro mundo e já é vendido há muito tempo através da Amazon. As notícias foram cuidadosamente feitas de forma a dar ideia que o Magalhães é algo de completamente novo e com origem em Portugal. Não é verdade. Felizmente, existem blogues atentos. Na imprensa escrita salvou-se, que eu tenha dado conta, a notícia do ‘Portugal Diário’: ‘Tirando o nome, o logótipo e a capa exterior, tudo o resto é idêntico ao produto que a Intel tem estado a vender em várias partes do mundo desde 2006. Aliás, esta é já a segunda versão do produto’. Pelos vistos, o jornalista Filipe Caetano foi o único a fazer um trabalhinho de investigação em vez de reproduzir o comunicado de imprensa do Governo.”
Palavras para quê?! Haja vergonha! E já agora, parabéns Filipe Caetano!

1 comentárioDeixe um comentário

  • É realmente uma vergonha o que a comunicaçao tem dito sobre o computador Magalhaes.Nada é feito cá,a nao ser tirar das caixas e colocar o nome do computador.É um verdadeiro embuste.
    Se isto fosse com outro primeiro ministro ,seria abertura dos telejornais!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *