José Paulo Fafe

Marta Chavarrí ou um… interlúdio (indiscreto)


PARA QUEM se “queixa” que este blogue é “só política, política e mais política“, aqui fica um post de cariz mais mundano, que é como quem diz próprio de quem dedica atenção à chamada beautiful people. A fotografia foi tirada no sábado passado em Soltróia e a senhora de fato-de-banho encarnado que nela surge é, nem mais nem menos que… Marta Chavarrí, uma presença habitual há uns anos em tudo o que era “prensa del corazón” do lado de lá da fronteira e nem sempre pelas melhores razões… Para quem não se lembre ou pouco ou nada se interesse por estes potains, a então marquesa de Cubas foi a “responsável” (ou melhor “co-responsável”) por um divórcio que agitou Espanha no final dos anos 80 – o da poderosíssima Alicia Koplowitz com Alberto Cortina, dois “potentados” de uma Espanha então em pleno crescimento económico e que preparavam uma fusão entre os eus dois grupos – a FFC (Fomento y Contratas) e a Conycon. E como se isto não lhe chegasse, a revista “Interviú” chegou, em 1990, a publicar umas indiscretíssimas fotografias de Marta Chavarrí numa discoteca madrilenha e que deixaram meio-mundo de cara à banda e lhe valeu mesmo ser tema de artigos e mesmo capa em revistas tão influentes quanto a “Time” ou a “Newsweek”.

4 ComentáriosDeixe um comentário

  • Vaya vaya..las cosas que tu sabes..
    “Los Albertos”.Asi eran llamados a los primos maridos da las supermilionarias Polacas nascidas en España.Los dos nunca han hecho nada en la vida a no ser viver del dinero de las hermanas.Las dos divorciadas y felices.
    Marta ya tenia un buen corriculum.Alberto fué uno más en su universo…
    Tiempos locos madrillenos…Gonzales de Presidente del Gobierno y el super Mario,Conde, un Señor, digan lo que digan, era un Rey. El verdadero salia a escondidas con Paloma San Basilio pero toda España lo sabia…
    Ay que añoro tio…que añoro de esos años…Alasca gravaba su “A quien l’importa lo que yo haga” y “la” Jurado, “Señora”. La viuda de España,Pantoja hacia cine con Joaquim de Almeida..cine y algo más según se dijó en la época…ay que añoro……

  • Querido Victor Figueiredo.
    A “História” toda ela é feita de “mexeriquices”.
    Nada saberiamos dos nossos antepassados se essas “Mexeriquices” não tivessem passado ao papel.
    Veja Pedro e Inês? Não acha uma “mexeriquice” digna da 1ª página da “Hola”? “Hecha Reina después de muerta”!!!
    Zé Paulo, há tanta coisa gira que se desconhece.Por isso é bom escrevê-las! Para que não se percam na calada dos anos 🙂
    E os Bórgia? ufff, nem se fala.”Hermanos y amantes assessinos”…
    Estaria aqui toda a tarde mas tenho que ir à praia….ler a “História de Portugal”!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *