José Paulo Fafe

Mais um?! Safa!

LEIO NO “Sol” de hoje: “Os dois submarinos adquiridos por Portugal ao consórcio alemão, e que têm levantado tanta controvérsia, podem transformar-se em três. É que as contrapartidas previstas no contrato não estão a verificar-se – e o construtor propõe-se entregar um submarino a custo zero“. E será que alguém me poderá explicar porque é que as contrapartidas previstas no contrato” não estão a ser cumpridas? E já agora – até porque perguntar não ofende, acho eu… – o facto de existirem contrapartidas “previstas no contrato”, implica terem existido contrapartidas “não previstas” no contrato? Sim? Quais? E essas… já foram cumpridas? Ou são perguntas que não têm pés nem cabeça?

1 comentárioDeixe um comentário

  • Talvez o governo queira fazer uma ligação directa entre o TGV e submarinos, é que assim futuramente dará para promover o turismo, viagens de sonho únicas, de pacote e até com preços especiais para novas núpcias, e casamentos gays. Há! E como a crise acabou… Futuramente com a confiança que existe, irão oferecer “ Tgvsubmarin-travel” aos menos favorecidos, o programa deverá estar incluído no plano da segurança social, porque não?
    Você também é pessimista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *