José Paulo Fafe

A lama, os amigos e o primeiro-ministro

APESAR DE sempre tido por ser um homem arguto e ponderado, o socialista Francisco Assis parece ter sido “contaminado” por um certo “socratismo ” agudo, aquele vírus que, num ápice, transforma factos em exercícios prodigiosos de imaginação e mentiras descaradas em verdades definitivas. Só assim se pode explicar o alcance da frase proferida a propósito da iminente criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito ao fracassado negócio PT-TVI: “Tem como propósito único enlamear o nome do primeiro-ministro e pôr em causa o seu carácter...”. Será que o líder da bancada socialista ainda não percebeu que quem “enlameou” o nome de Sócrates ou “pôs em causa” o seu carácter não foram nem mais nem menos que o “amigalhaços” do próprio primeiro-ministro?


2 ComentáriosDeixe um comentário

  • Tantos que vão para o Meco pôr lama na pele e vocés preocupados com o chiqueiro de São Bento..francamente….
    Aquilo faz imenso bem á pele e ele agora não pode ir para o Rio acompanhado por gente do teatro como antes, pois toda a gente conhece a fronha, tem que crear alguma lamita aqui..ora….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *