José Paulo Fafe

José Freire Antunes


IRRA QUE começa a ser demais! Hoje foi a vez do José Freire Antunes… O Zé era daquelas pessoas de quando se gostava, gostava-se à séria. Feitio difícil, convicções que por vezes se confundiam com teimosia, mas extraordinariamente inteligente, perseverante e trabalhador. Conheci-o há muitos e muitos anos e convivi com ele no jornalismo, na política e até nalguma (pouca) investigação. Estivemos em lados opostos em determinada altura das nossas vidas profissionais, mas contrariamente a outros com quem a relação pessoal não subsistiu a episódicas e pontuais divergências, continuámos sempre a dar-nos e respeitar-nos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *