José Paulo Fafe

Já não era sem tempo!

MUITO CURIOSA a decisão de Cavaco Silva em condecorar o antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes com a Grã-Cruz da Ordem de Cristo. Independentemente da justeza da decisão, não resisto a sublinhar uma coincidência temporal que não dissocio da decisão presidencial e que me causa alguma “estranheza” – o facto de ocorrer no último ano do mandato presidencial e apenas a algumas semanas de um eventual congresso extraordinário onde Cavaco Silva, o dito “cavaquismo” e a previsível recandidatura a Belém serão alvo de natural e especial atenção por parte do “universo laranja”. Pela minha parte, teria preferido ter já visto o Presidente da República condecorar Santana Lopes (de preferência numa cerimónia individual) há algum tempo atrás, nem que fosse para escapar a estas interpretações porventura injustas e descabidas… Mas como diz o outro, mais vale tarde do que nunca!

1 comentárioDeixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *