José Paulo Fafe

Falta de pontaria ou o encanto do tango

O CADA dia mais discreto Macário Correia, agora autarca-mor da capital algarvia, resolveu – também ele – desenvolver contactos no âmbito do que ele denomina “diplomacia económica”, algo que está desde há anos muito na moda e tem sido o verdadeiro “ai jesus” de muito presidente de Câmara por esse país fora, substituindo as já “velhas” e gastas “geminações” e permitindo assim umas retemperadoras viagens além-fronteiras. E depois de uma visita ao Brasil, anuncia agora uma deslocação até à Argentina com o propósito de captar e direccionar para Faro possíveis investimentos daquele país sul-americano. Mas não há ninguém que consiga explicar a Macário que era capaz de ser melhor tentar “apostar” em países como o Chile, a Colômbia e até mesmo o Perú, cujas economias estão em excelente “forma”, do que numa tristemente depauperada Argentina? Ou será que o encanto do tango supera tudo e transmite um inexplicável optimismo em descobrir o chamado “mapa da mina”?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *