José Paulo Fafe

Então em que é que ficamos?

EM PLENO e visível processo de pré-recandidatura à presidência da Câmara de Lisboa, António Costa veio garantir que a autarquia já teria pago 180 milhões de euros referentes a dívidas a fornecedores. Agora, numa informação interna e oficial entregue pelo executivo liderado pelo mesmo Costa à Assembleia Municipal, fica-se a saber que afinal só foram pagos 15,6 milhões – ou seja, menos de dez por cento do que foi proclamado a sete ventos ainda há poucos dias…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *