José Paulo Fafe

Então não estava “tudo feito”?


ESTOU ANSIOSO para ler e escutar os nossos sábios e doutos comentadores – sempre lestos a encontrarem ligações menos claras e supostas grandes “moscambilhas” em tudo o que envolve este governo – agora que o governo recusou a oferta feita por Germán Efromovich pela TAP. Então não estavam “todos feitos”? E agora, como é que vão descalçar essa bota ser? O que é que vão ter de inventar para justificar a decisão do Conselho de Ministros? Querem ver que vão descobrir que, afinal, Miguel Relvas está “feito” com um outro potencial comprador? Com um bocadinho de imaginação ainda juntam a tudo isto a D. Isabel dos Santos e pronto lá têm tema para quatro ou cinco meses… É que em Portugal, a patetice está (mesmo) em saldos!

1 comentárioDeixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *