José Paulo Fafe

Durão Barroso: quem não o conheça, que o compre…


UMA OU duas semanas depois de ter claramente metido “a pata na poça” quando resolveu alijar responsabilidades na actual situação do nosso País, Durão Barroso resolveu tentar a emendar a mão e, através de umas declarações proferidas à medida, “piscar o olho” aos seus compatriotas, como que pedindo desculpa pelas desastradas declarações sobre as “opções económicas falhadas” que teriam conduzido Portugal a esta situação. Diz agora o antigo primeiro-ministro e actual presidente da Comissão Europeia, a propósito da redução dos juros da dívida pública portuguesa: “(…)Uma óptima notícia… tudo isto é devido à notável capacidade de adaptação dos portugueses, muitas vezes implicando enormes sacrifícios“. 
‘Tá bem abelha…

3 ComentáriosDeixe um comentário

  • Amigo ZPF
    Barroso faz parte desse leque de políticos “pau mandado” que metem algo de nojo.
    São como as Caravelas quem sem motor(cérebro e vontade própria) tinham que ir ao sabor dos ventos(quem realmente manda neles).
    Hoje já se sabe porque Ratzinger resignou.A Banca obrigou-o a fazer as malas.Quis demitir o Presidente do banco do Vaticano quando descobriu a corrupção que por lá vai e aconteceu o contrário. A verdadeira máfia está na Banca, não nas empresas de lixo em Nápoles.
    A Banca manda no mundo.Faz, desfaz.
    Ninguêm já os controla.Certamente viste os pornográficos lucros do banco Central Europeu de 2012.
    Como é possível? Porque estão a fazer fortunas à custa de gente estúpida, como nós portugueses, que pagamos fortunas pelas “ajudas”.
    Um Banco que devia trabalhar para o bem comum europeu, com fins lucrativos mínimos, anda a fazer fortunas à custa da desgraça de milhões de famílias e a engordar os Bancos privados que dividem lucros imensos pelos accionistas.
    Durão anda ao saber da Banca…Que remédio.Ou é assim ou “vai de frosques” recambiado para Lisboa onde a ideia da PR já caiu por terra há muito tempo.
    Ainda tenho esperança da ponte Santa Casa/Belêm….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *