José Paulo Fafe

De facto, mais valia estar calada…

ESTES ÚLTIMOS dias não têm sido fáceis para Manuela Ferreira Leite que não tem propriamente “marcado pontos” na liderança do PSD, bem antes pelo contrário. O seu desastrado comentário à famosa declaração ao país de Cavaco Silva a propósito do Estatuto dos Açores, onde os termos e o tom utilizados eram mais próprios de qualquer “confidente” do Presidente da República que propriamente do quem é líder do maior partido da oposição, motivaram um certeiro e mortal comentário de Santana Lopes na sua cada vez mais influente coluna semanal “Equinócios e Solstícios” do semanário “Sol” acerca da visível falta de distância de Ferreira Leite face a Cavaco Silva. Não bastando isso, no dia seguinte, o “Diário de Notícias” revelava que, no “consulado” menesista, o grupo parlamentar social-democrata teria recebido instruções para votar contra a proposta socialista. Uma directiva que a nóvel líder revogou, colocando assim a bancada laranja a votar favoravelmente aquilo que agora veio a terreiro criticar…
Há ocasiões em que, de facto, o silêncio é de ouro…

1 comentárioDeixe um comentário

  • Nada que não se esperasse.
    O drama começa a ser o facto de os silêncios incomodativos serem quebrados por declarações ainda mais incomodativas.
    Alias nesta questão dos Açores a “febre” de fazer tudo diferente da anterior liderança deu este belo resultado:O PSD a votar ao lado do PS e a partilhar o puxão de orelhas de Cavaco.
    Lindo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *