José Paulo Fafe

12 ComentáriosDeixe um comentário

  • O Estado central desde Janeiro que não faz pagamentos. Viu-se na TV um empresário a queixar-se disso e de que bateram nos seus colaboradores. Não pagam e batem?…

  • O meu caro amigo tem razão, é uma coincidência. Aliás, a não ser que se atrase é uma coincidência muito grave pois já se repete há anos. A grande excepção foi a de um governo quee as adiantava quando eram simpáticas e as adiava quando isso não sucedia.
    É uma questão de ir ao site do Orçamento ou procurar no google.

  • Apraz-me verificar que o meu estimado “jumento” concorda comigo, ou seja, que tudo não passa de uma coincidência… Grave é se não fosse, não acha?

  • Duas coincidências:

    1. Estranhar que uma data previamente anunciada antes de se imaginar sequer a data de um determinado evento tenha sido uma estranha coincidência;
    2. Um blogue que anuncia no seu intróito – É regra deste blogue só publicar os comentários devidamente identificados, pelo que os que preferem refugiar-se no “cómodo” anonimato e em pseudónimos sem qualquer justificação terão necessariamente “ir pregar para outra freguesia”…
    publicar um comentário de um anónimo que, por estranha coincidência, fala sobre eventuais ocorrências que não se sabe onde ocorreram, e que terão sido vistas numa TV que não se indica. Que são estranhos fenómenos, não haja dúvida sobre isso? Serão também estranhas coincidências? chi lo sa?

  • Mas eu já disse e repito que… não deixa de ser uma coincidência! Como diria o outro, “safa”!
    Quanto ao comentário “anónimo”, quem é que lhe diz que eu desconheço a identidade do autor e que me foi pedido, depois de devidamente identificado, o recurso ao anonimato? E que eu encontrei a tal “justificação” que refiro no tal “intróito” que cita para aceitar esse mesmo “anonimato público?
    Grato pela atenção,
    ZPF

  • Peço desculpa pela gralha. No segundo parágrafo deve ler-se: “E que eu encontrei a tal “justificação” que refere ler-se no tal “intróito” que cita, para aceitar esse mesmo “anonimato público?
    ZPF

  • Para não deixar deserta a troca de ideias, sendo uma coincidência, um acaso, ou seja, um conjunto de factos que sem motivo aparente fazem surgir um acontecimento, porque é que algo que está prévia e publicamente anunciado para uma determinada data e acontece passará a ser uma GRANDE coincidência?

  • Pura e simplesmente porque para mim – peço imensa desculpa pela insistência! – é de facto uma (grande) coincidência… Tão simples quanto isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *