José Paulo Fafe

Coincidência? Ou não?

GARANTE-ME QUEM diz saber que este corte brutal do rating dos principais bancos portugueses tem que se lhe diga… Parece que há cerca de um mês e em mais uma das suas manobras para evitar recorrer ao famigerado “fundo europeu” e impedir a entrada do FMI, José Sócrates conseguiu obter o compromisso do BCE em conceder um empréstimo (a um juro extremamente favorável) de 60 mil milhões de euros à banca portuguesa. Como contrapartida foram-lhe exigidas outras medidas de austeridade, ou seja, o já famoso “PEC IV” que veio a ser “chumbado” no Parlamento e que conduziu à demissão do governo. Curiosamente poucos dias depois, os bancos portugueses foram “arrasados” pelas agências de ranting, facto esse que até levou Ricardo Salgado a vir a público, num canal americano CNBC, a criticar duramente a oposição por ter contribuído para a queda do governo. De facto existem coincidências… Ou não?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *