José Paulo Fafe

Coerência, precisa-se!

APÓS ESTA “rábula” de mau-gosto de umas pretensas negociações urdidas por quem julga que exercer oposição não é mais que produzir uns “números” de duvidoso efeito mediático, o mínimo que se espera desta cada vez mais visivelmente medíocre direcção do PSD é que seja coerente e anuncie o seu voto contra o Orçamento de Estado. Ou será que o medo de defrontar Sócrates, vai levar Passos Coelho&Cia. a optar pela abstenção? Já estou a ver o pobre e estafado argumento do “interesse nacional” a ser mais uma vez usado…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *