José Paulo Fafe

BES: outro governo, a mesma tentação?

                                                                                            Foto: Jornal de Negócios
UMA VERDADEIRA “solução-tampão”, a encontrada para o BES, a confirmar-se a “dupla” Paulo Mota PintoAmílcar Morais Pires na condução dos destinos do banco. Especialmente porque o mandato termina já daqui a menos de um ano, em Março de 2015, ou seja dentro de oito meses. E também porque Morais Pires, o “afilhado” e permanente “sombra” de Ricardo Salgado está, também ele, na mira de alguns processos que correm em Portugal e Angola e que contribuíram para a queda do próprio Salgado – o que pode levar o Banco de Portugal a ter de intervir relativamente ao seu nome. Isto já para não falar da clara oposição do comandante António Ricciardi e do seu filho José Maria ao seu nome.
Por outro lado só espero que este “folhetim BES” não seja uma reedição do que sucedido há uns anos com o BCP, vítima de um verdadeiro “assalto” por parte do governo de então e do partido que estava no poder. Eu bem sei que o partido no poder é outro, mas muitas vezes a tentação é a mesma…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *