José Paulo Fafe

BES: António Mexia, o candidato de Salgado?


TUDO INDICA que 2014 vai ser o chamado “ano de todas as mudanças” no grupo Espírito Santo, com a previsível substituição de Ricardo Salgado e que implicará também uma reestruturação a vários níveis que obviamente conduzirá a uma redefinição estratégica dos negócios do grupo, nomeadamente alguma da sua presença em Angola. 
Quem parece estar particularmente atento à evolução da situação interna no grupo é António Mexia cujo “ciclo” à frente da EDP parece estar perto do fim e que nunca escondeu o desejo – desde a crise do BCP, onde desempenhou um papel fundamental na solução encontrada para a crise que eclodiu em 2007, nomeadamente através de reuniões que ele próprio promoveu – regressar à área financeira, de onde é originário. Recorde-se que, entre 992 e 1998, Mexia chegou a integrar o conselho de administração do BES, antes de rumar à Galp.
A chamada “solução Mexia” (como já é hoje conhecida nos bastidores financeiros) seria a alternativa preferida por Salgado para a sua própria sucessão, algo que não lhe garante para já a unanimidade da escolha por parte da família. Um nome porém a ter (muito) em conta neste processo sucessório que não deverá passar deste ano.

2 ComentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *