José Paulo Fafe

Bem-hajam!

INDEPENDENTEMENTE DA consideração que a(s) progenitora(s) até me possam merecer, um bando – ou será apenas um(a)? – de mentecaptos a quem dificilmente poderei classificar de outro modo que não o de recordar-lhes (metaforicamente, é claro…) a sua ascendência, tem-me dedicado – a coberto do cobarde e manhoso anonimato – uma série de insultos que (valha-nos isso!) tem contribuido para que este blogue alcance um número médio de visitas diárias verdadeiramente notável. Antes de mais o meu bem-haja por esse inestimável contributo!
Desconhecendo e pouco importando-me as razões que provocam tal sanha e obsessão por parte de quem tanta atenção faz o favor de me dispensar, gostaria de realçar a importância que um “IP”, aliado a um esclarecedor e detalhado “sitemeter”, possui quando resolvemos dar-nos ao trabalho de, por mera curiosidade, averiguar de quem partem as anãs e vesgas aleivosias. E aí é que “a porca torce o rabo”, n’é? Depois que ninguém se queixe que um comboio lhe passou por cima…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *