José Paulo Fafe

“Barrela”, precisa-se!

SEM QUERER questionar o direito daquela meia-dúzia de auto-proclamados “indignados” permanecerem “acampados” naquele pequeno larguito entre a escadaria da Assembleia da República e a Fundação Mário Soares, era capaz de não ser má-ideia que, de vez em quando, António Costa mandasse os serviços camarários dar uma “barrela” ao espaço eleito por quem, desde Outubro, ali pacientemente se manifesta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *