José Paulo Fafe

À atenção do dr. Constâncio…

VALE A PENA ler a entrevista que Miguel Ángel Fernández Ordoñez, governador do Banco de España, deu ontem ao “El País”e que é um exemplo da independência que deve presidir à actuação do máximo responsável de um banco central. Intitulada “La desconfianza es total”, Fernández Ordoñez define de forma lapidar a crise que assola a economia mundial: “Os consumidores não consomem, os empresários não contratam, os investidores não investem e os bancos não emprestam…“.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *