José Paulo Fafe

As presidenciais e o "sistema"…

É CURIOSA a forma como o “sistema” cada vez mais insiste em empurrar Antonio Guterres para uma hipotética candidatura à Presidência da República. De há uns tempos a esta parte, raro é o dia em que não surgem notícias sobre os “estados de alma” do antigo primeiro-ministro, sobre alegados prazos impostos pela ONU ou sobre supostas confidências que ele terá feito a não sei quem – tudo isso para tentar condicionar as presidenciais do próximo ano. Para ajudar à festa, que é como quem diz para tentar atrapalhar um possível avanço de Pedro Santana Lopes, só falta mesmo o “sistema” inventar uma candidatura do solícito Paulo Portas, sempre lesto a “fazer o frete” a quem lhe impõe o que e como fazer. E claro, “empurrar” Rui Rio, agora que o irrequieto Marcelo Rebelo de Sousa começa a ver a vida andar para trás, que é como quem diz o apoio formal do partido cada vez mais longínquo. Se tudo isto “falhar”, só restará então a previsível romaria à Madre de Deus. Porque o importante mesmo para o “sistema” é impedir que dez anos depois Santana tenha qualquer chance de voltar ao poder…

1 comentárioDeixe um comentário

  • Estou naturalmente de acordo contigo.
    E acho que enquanto PSL se puser nas mãos…dele próprio tem uma boa oportunidade de “virar a mesa”. Se se deixar condicionar pelo timing de outros acabará por ser triturado pelo “sistema”. Uma vez mais.
    P.S: Naturalmente que ele sabe que se pode contar com alguém no PSD é com as bases.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *