José Paulo Fafe

Aristides Pereira: um exemplo


MORREU HOJE em Coimbra o primeiro presidente de Cabo Verde, Aristides Pereira  e que foi um dos mais fortes e claros exemplos de como em África, apesar de tudo, há quem paute a sua conduta pessoal e política por uma seriedade a toda a prova. Recordo agora que em 1991, quando abandonou a chefia do Estado cabo-verdiano ao fim de 16 anos de exercício do seu mandato num regime de partido único, Aristides Pereira não possuia sequer uma casa onde viver… Entrevistei-o na Cidade da Praia para a Radiogeste (89.5, “Lisboa e tudo à volta”, lembram-se?) no final dos anos 80 e guardo daquela hora de conversa a imagem de um homem bom, afável e algo tímido. Mas alguém muito determinado em fazer valer um pragmatismo que em muito contribuiu para que Cabo Verde se afirmasse em África e no Mundo como um exemplo a vários níveis.

2 ComentáriosDeixe um comentário

  • Mais uma referência – desta feita em África – de um estadista que se vai… Lá como cá, começam a faltar as referências de quem tinha o prazer de fazer política e a encarava como uma arte e não como um meio para atingir fins menos nobres!

  • Tudo bem.Só que Cabo Verde não tinha que ser independente de Portugal.Teria sido bom para ambas as partes. Mas como até deram a “independência” a S.Tomé…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *