José Paulo Fafe

“Tiro ao Sócrates”: já cheira a mofo

NÃO POSSUO particular consideração por José Sócrates – nem política, nem pessoal, isto a acreditar nas mil e uma estórias que por aí se contam acerca do seu feitio e carácter. Porém esta insuportável moda do “tiro ao Sócrates” começa a maçar-me e só revela o lado mesquinho e invejoso que infelizmente cada dia mais caracteriza o português. A capa do “Correio da Manhã” de hoje, onde a toda a largura da página, é apregoado a sete ventos que a estada em Paris do ex-primeiro ministro lhe custa – a ele – 15 mil euros é lamentável. Lamentável porque, salvo prova em contrário e a serem verdade esses números (ou outros quaisquer outros) esse dinheiro pertence-lhe, é dele, ninguém tem rigorosamente nada a ver com quanto e como o antigo chefe do executivo gasta o o “pilim” que à partida, repito, lhe pertence. Escreva e prove o jornal em questão que esses 15 mil euros mensais têm origem ilícita, que já não está aqui quem falou. Mas até lá, desculpem- me estes anti-socráticos de última hora e que só descobriram os seus defeitos no dia em que ele deixou S. Bento (a começar numa certa “direita dos negócios” que sempre o apoiou e intermediou à sua conta…), não posso deixar de considerar, no mínimo, lamentável esta “moda”, a fazer-me lembrar outra, quando em principio dos anos 70, o regime então decrépito não resistia a lançar ridículos boatos sobre supostos palácios parisienses do então exilado político Mário Soares ou sobre as fortunas que ele consumia em luxos e mordomias que nunca existiram. Por muito que custe reconhecer, convenhamos que os métodos são os mesmos, cheiram a mofo – o que mudou foram apenas as “penas” antes solícitas e obedientes, hoje talvez mais preocupadas com vendas e audiências que propriamente vassalas e obedientes, até porque vivemos num regime democrático..
Volto a repetir: provem-me que os bens de Sócrates foram obtidos de forma ilícita e eu retiro tudo o que acabei de escrever. Até lá e até porque em matérias de anti-socratismo eu sou completamente insuspeito, aqui ficam estas linhas…

6 ComentáriosDeixe um comentário

  • Amigo ZP
    Concordo plenamente com tudo o que escreves. Quando ele lá estava a afundar o País ( de 80 mil milhões de dívida herdada passou em 5 anitos para 240 mil milhões ) ,só abria empresas públicas para meter os amigos e os “Institutos” tinham perdido o rumo com tanto socialista a chupar, os Jornais andavam a assobiar para o lado e só umas poucas pessoas, em que me incluo, dávamos forte e feio e alguns de nós até telefonemas anónimos recebemos com ameaças da arraia miúda mandada pelo chefe do gang ( usando a expressão do Dr. Alberto João com a qual concordo totalmente ).
    Desde que o Cavaco decidiu lavar, tarde e as más horas, as mãos desta porcaria de economia em que ele deixou cair o País ao não ter desfeito a AR quando devia, e começou a disparar sobre o aluno de Paris, todos vomitam contra ele.
    Como diz Violeta nos últimos momentos de “La Traviata” :
    “É TARDE”.
    A “m” está feita, Aveiro sem réu no banco e Paris está que arde.
    E dizes bem. Se sabem algo que digam.
    Gasta 15 mil? Pois olha. Ainda bem. É da maneira que França está a ganhar o que sai das contas Portuguesas.

  • Estimado ZP
    Depois de ler os comentários fui ver se encontrava alguma literatura sobre o tipo. ( para ser agradável )
    No Jornal “I” havia um artigo interessante que aqui deixo o link e parte do que li que me fez rir à gargalhada:
    “Até lá, o deputado do PS e amigo pessoal do ex-primeiro-ministro, Renato Sampaio, arrisca uma justificação para a vida que Sócrates consegue manter em Paris: “Toda a gente sabe que ele tem uma fortuna pessoal que vem da mãe.” O deputado defende que as despesas feitas por Sócrates em Paris são do “foro pessoal” e que tem a “certeza” de que o dinheiro para as pagar não foi obtido de “forma ilícita”. Para Renato Sampaio, sempre recusando comentar o assunto, Sócrates está a ser alvo de uma “perseguição mediática”, até porque o ex-primeiro-ministro “vive dos seus rendimentos e de uma forma contida””. http://www.ionline.pt/portugal/vida-paris-mae-socrates-paga-contas
    Aproveito para dizer que toda a gente comenta que a mãe foi alegadamente empregada doméstica em Cascais ( li isso em vários “artigos de fundo” sobre aquela gente )está viva, portanto a fortuna não lhe pode ter vindo da mãe como muito vive à custa dela, e que segundo foi também publicado, tem uma reforma de 300 euros por més. Também se sabe que comprou alegadamente um andar de 300.000 euros em dinheiro e a pronto pagamento a uma “offshore” que ninguêm sabe de quem é. ( todos sabemos mas ninguêm pode provar ainda ) Quem tem dinheiro que fez em alegadas negociatas foi alegadamente o tio, irmão da mãe. Ela só ficou alegadamente rica depois do filho ter ido para a política segundo li também.
    Quem gasta 15 mil euros por mês não tem uma fortuna pequena e não gasta do capital mas do que o mesmo dá de rendimento.
    Se Sócrates não declara nem declarou nada a culpa é primeiro dele e do seu carácter tão conhecido e das Finanças Portuguesas que não investigam nada.
    Por isso andar a escrever nos Jornais não leva a lado nenhum. Deviam pedir à aquela Senhora não sei quantos Cabrita que investigue pois alegadamente tudo descobre e até alegadamente descobriu os alegados prostitutos drogados de Lisboa que alegadamente Carlos Cruz tinha violado e que nem uma fotografia ou vídeo existe nem provas forenses nem nada, a não ser a palavra de uns contra a palavra de outros, que possa provar tamanho crime. ( e no entanto foi condenado ).
    Também alegadamente descobriu o “Estripador” das senhoras da vida. Ou afinal foi alegadamente gozada à fartazana?
    Sócrates nunca enganou ninguêm e eu sou dos que desde 2005 falou bem alto.
    Está tudo escrito em vários blogs e assinado. Por isso recebi telefonemas estranhos também. Era quando mais escrevia e até falei dos mesmos. Quem não deve não teme.
    Agora depois de tantos anos e deixarem o gajo fazer tudo o que lhe saiu da real gana é que descobriram a pólvora! Cambada….
    Ouço muito falar de um tal de Cavaco…Não sei quem é.
    Já parece o caso da EDP e da demissão do Secretário de Estado que o PM ( o que tem o título, claro ) disse que foi por motivos pessoais.
    Não duvido. Quem quer trabalhar assim?

  • Caros maria lisboa e muiguel vaz serra

    Comigo foram mais finos, mandara-me mails insultuosos e também o fizeram em blogs.
    Por telefone também o tentaram.
    Como o nosso amigo Zé Paulo sabe visto que me conhece há muitos anos, eu sou uma rapariga que se assusta muito!!!
    E já agora este Pais devia ser todo investigado isto é tudo uma vergonha.

  • Cara Karocha
    Aquilo é uma escória do pior.
    E nada mudou.
    O “gang”, como Alberto João os define ( Silva Pereira é igual ao clone e também foi falado como um dos que recebeu alegadamente luvas no caso Freeport ) está ao rubro e a fazer diariamente a cama a Seguro que é mais ingénuo, e eu pesava que isso fosse impossível, que o actual PM ( que eu achava mau mas é pior que isso, é incompetente ).
    Agora em relação a Aveiro…Por amor de Deus. Então a PGR não reabre todas as investigações a Sócrates e novas a Silva Pereira e toda essa gente que alegadamente pediram 2,5 milhões de euros para aprovar em 24h uma coisa que estava chumbada e não ia ser aprovada nunca na vida?
    Nada disso é investigado?
    E outra coisa muito grave…Que disse até agora a nova Ministra da (in)Justiça? que sempre teve tanta jeito para criticar até colegas de partido ajudando a oposição a ganhar eleições?
    Que disse disto tudo até agora?
    Que mudanças houve na PGR?
    E que aconteceu a quem mandou destruir as escutas a Sócrates sobre outros casos de alegada corrupção?
    Porque o fez?
    Quem mandou?
    Se não eram importantes porque não foram públicas?
    Várias pessoas durante estes dias falaram no nome de Sócrates como o que mais tinha pedido dinheiro quando era Ministro do Ambiente. Porque não se investiga tudo isso? Desmente através do Advogado e já está? Um mentiroso compulsivo que até nos cursos mentiu quando fez o CV oficial na AR?
    Tudo isto é muito estranho e eu gostava de saber quem afinal está a proteger Sócrates. Se os amigos na Justiça ou este Governo. Ou se sabe muita coisa e têm medo dele….
    É tudo muito estranho, aliás, como tudo neste paupérrimo de tudo, principalmente de espírito, País.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *