José Paulo Fafe

A homenagem a um homem corajoso


LOUVE-SE A decisão da Câmara Municipal de Lisboa que, por unanimidade, decidiu baptizar o aeroporto de Lisboa com o nome do general Humberto Delgado, homenageando assim alguém cuja memória e controverso percurso ainda incomoda os paladinos do “politicamente correcto” que ao longo das últimas décadas têm tentado de algum modo esquecer ou subestimar o seu papel na história da resistência ao antigo regime. 
Não tendo sido propriamente uma “águia” em termos políticos, nem tão-pouco um grande estratego, a Delgado sobrava o que hoje falta à esmagadora maioria dos nossos políticos: coragem. E é essa coragem, bem como uma  férrea determinação e uma invulgar e notável vontade de fazer mudar as coisas que justificam a decisão agora tomada que permitirá que, a partir de agora, possamos ouvir, cada vez que pousarmos em Lisboa, a mais do que merecida referência a quem foi, além de um homem corajoso, alguém a quem a aviação civil e comercial portuguesa muito deve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *